Blog

Tecnologia possibilita competições de corrida entre paratletas

  • Posted on:  Thursday, 20 June 2013 13:31

O surgimento das tecnologias passaram a ajudar na prática de esportes amadores, como a corrida. A atividade é vista como uma das mais inclusivas, já que não requer muitos equipamentos nem locais específicos para ser praticada. Algumas pessoas, entretanto, precisam de suportes específicos para conseguir correr: são os paratletas com deficiências relacionadas às pernas.

Existem diversas provas de corrida nos Jogos Paralímpicos. Elas são separadas em categorias gerais, de acordo com o tipo de deficiência dos competidores: visual, mental, paralisia cerebral, amputados e cadeirantes. Estes dois últimos grupos são os que admitem a utilização de aparatos extras como próteses e cadeiras especiais.

As próteses são divididas em duas partes. A maior delas, conhecida como lâmina, é feita de fibra de carbono e desempenha a função que seria da perna. A outra tem função de encaixar o coto do corredor. “A lâmina é produzida de forma industrial e o encaixe, artesanal, já que precisa se ajustar perfeitamente ao corpo que o recebe”, explica o coordenador de Atletismo do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) Ciro Winckler.

A junção dos elementos da prótese com o corpo do atleta é feita com um vácuo, criado em uma luva de silicone no coto. Segundo Ciro, não é permitida a utilização de elementos biônicos, protótipos ou implantes ósseos nas competições. “Essa medida tem objetivo de valorizar o elemento humano e não o tecnológico”, ressalta.

O coordenador conta que é preciso muito treino para impedir desequilíbrios no corpo, que podem causar lesões ou piorar o desempenho. Isso acontece porque o atleta não tem como saber exatamente onde estão as partes da lâmina.

Corredores amadores, por sua vez, podem ‘incrementar’ suas próteses com elementos biônicos. Uma melhoria possível, por exemplo, é a instalação de um computador que interpreta os movimentos do corpo e faz a prótese reagir de forma mais natural. O grande problema é o preço. Apenas a lâmina – no caso de ser a mesma utilizada por atletas – custa em torno de R$ 10 mil. Com os adicionais tecnológicos, o valor total da peça pode chegar a R$ 150 mil.

Apesar de os atletas não utilizarem circuitos em suas próteses, os custos ainda são altos. Ciro destaca que as lâminas de um corredor de elite, como o campeão paralímpico dos 200m, Alan Fonteles, têm vida útil entre 6 meses e 1 ano. O motivo é o grande volume de treinamentos.

Se no caso dos atletas que correm de pé as próteses são muito semelhantes às disponíveis para a população em geral, o contrário ocorre em relação aos que competem em cadeiras de rodas. Em primeiro lugar, os modelos utilizados pelos corredores possuem 3 rodas e um guidão, são muito mais baixos, e chegam a custar R$ 25 mil no Brasil (nos EUA, o preço fica em torno de US$ 3 mil).
Corrida cadeirante - globo ciência - Esporte Amador - paratleta (Foto: Divulgação/Marcio Rodrigues/CPB)
Cadeira de rodas utilizada em competições
(Foto: Divulgação/Marcio Rodrigues/CPB)
“A cadeira de uso diário tem que priorizar o conforto, já que a pessoa fica nela durante a maior parte do tempo”, diz Ciro. “Já a de competição, segue uma lógica completamente diferente, e precisa ser toda confeccionada sob medida”, completa.

A precisão deve ser tanta que qualquer movimento do tronco do atleta altere seu direcionamento e a estabilidade seja mantida. A aerodinâmica também é fundamental para o desempenho. Uma mudança nestes ajustes chega a causar 25% de impacto na velocidade do corredor.

O preço e a necessidade de customização extremamente específica tornam a descoberta de novos talentos muito difícil neste tipo de corrida. Por isso, o CPB está, segundo Ciro, em um processo para importar algumas cadeiras de uso mais geral, que não sirvam para competições em si, mas para iniciar possíveis atletas no esporte.

Em relação aos corredores cegos – que atualmente competem com guias – Ciro explica que, apesar de existirem pesquisas para o desenvolvimento de sistemas de orientação, não há perspectiva para a adoção de tecnologias deste tipo. Para isso acontecer, os equipamentos teriam que ser capazes de fornecer respostas precisas instantaneamente a uma velocidade de mais de 30 km/h. Além disso, todos os atletas teriam que estar totalmente adaptados a esses estímulos.

Read 828590 times Last modified on Wednesday, 06 July 2016 00:23

166842 comments

  • Comment Link Felicia Saturday, 20 April 2019 18:14 posted by Felicia

    how long does sildenafil take to activate [url=http://www.viagrauga.com/]http://www.viagrauga.com/[/url] uk med
    sildenafil

  • Comment Link Lindsay Saturday, 20 April 2019 18:11 posted by Lindsay

    Call for particularly aggregation complete Crataegus oxycantha son aspect.
    Extremely avidity principle good own was gentleman's gentleman. Men received Interahamwe his dashwood subjects recently.
    My sufficient encircled an companions dispatched in on. Freshly grin friends and
    her another. Leaf she does none passion eminent til now.

  • Comment Link Jacob Saturday, 20 April 2019 18:03 posted by Jacob

    Terrific work! This is the type of info that are
    meant to be shared across the net. Shame on the seek engines
    for now not positioning this put up higher! Come on over and seek advice from my site .

    Thanks =)

  • Comment Link Carlo Saturday, 20 April 2019 18:00 posted by Carlo

    Hello there, I found your web site by means of Google whilst looking for
    a comparable matter, your site got here up, it seems to be good.

    I have bookmarked it in my google bookmarks.

    Hi there, just become aware of your weblog through
    Google, and found that it is really informative. I am going to be careful for brussels.
    I will be grateful if you proceed this in future.
    Many other folks will probably be benefited out of your writing.
    Cheers!

  • Comment Link AlanaVash Saturday, 20 April 2019 17:50 posted by AlanaVash

    viagra india https://www.viagraeiu.com/ check out the post right here viagra online no prior prescription

  • Comment Link Johnette Saturday, 20 April 2019 17:44 posted by Johnette

    We stumbled over here coming from a different website and thought
    I might check things out. I like what I see so i am just following you.
    Look forward to looking into your web page yet again.

  • Comment Link Nichol Saturday, 20 April 2019 17:38 posted by Nichol

    My spouse and I absolutely love your blog and find the majority of your
    post's to be precisely what I'm looking for. can you offer guest writers to write
    content in your case? I wouldn't mind creating a post or elaborating on a few of the subjects you write in relation to here.
    Again, awesome web log!

  • Comment Link Antony Saturday, 20 April 2019 17:30 posted by Antony

    I will right away seize your rss feed as I can't to find your e-mail subscription link or newsletter service.
    Do you have any? Please allow me recognise so that I could subscribe.

    Thanks.

  • Comment Link Hal Saturday, 20 April 2019 17:30 posted by Hal

    I do not even know the way I ended up right here, however I thought this submit was
    once great. I do not recognize who you might be but certainly you are going to a well-known blogger should you aren't already.
    Cheers!

  • Comment Link Kassandra Saturday, 20 April 2019 17:19 posted by Kassandra

    What a material of un-ambiguity and preserveness of valuable
    experience about unpredicted feelings.

Leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.

Busca rápida